Multifacetas da Cannabis Medicinal - Olhar Médico

Dra. Paula Vinha, Nutróloga - Medicina Canabinoide

Publicado em 30/09/2019 - Atualizado em 02/07/2022



Inúmeros países tem feito as pazes com a cannabis, incluindo todas as espécies: sativa, indica e ruderalis, assim como as substâncias que as compõe, como o CDB, THC, flavonoides e terpenos.

Tudo comecou na década de 70, no laboratório de pesquisa do Prof. Dr. Rafael Mechoulan e sua equipe, na Universidade de Jerusalem. A partir do momento que os canabinoides se mostraram eficazes no tratamento e controle da epilepsia refratária em crianças, houve uma mudança substancial no entendimento da fisiopatologia das doenças.

Para quem convive diariamente com a dor, sua ou do outro, a cannabis medicinal foi um bálsamo em todos os aspectos.

Atualmente sabe-se que as indicações são inúmeras, e que o potencial da planta é inimaginável.

A descoberta do sistema endocanabinoide pelo “pioneiro” Prof. Dr. Rafael Mechoulan veio provar que os efeitos da cannabis medicinal não são apenas “balela” ou “papo de maconheiro”. É comprovado que todos os vertebrados possuem um sistema endocanabinoide, que necessita ser estimulado e ativado para um melhor equilíbrio orgânico/homeostase.

A medicina e a ciência médica estão em plena fase de descobertas diante tantas possibilidades.

A melhora dos pacientes é inegável. Os benefícios ocorrem em todos os sistemas orgânicos, mesmo com doses sub-terapêuticas.

A complexidade da atuação da cannabis medicinal no organismo exige uma dedicação tanto do paciente quanto do médico na busca pela dose e pelos canabinoides ideais. 

Ainda falta muito para ser comprovado e descoberto, e a ausência da base regulatória dificulta que boas pesquisas sejam realizadas no Brasil. 

Temos visto, todos os dias notícias acerca da cannabis medicinal, que vão desde os possíveis lucros bilionários da indústria do cannabusiness, até a luta diária que está sendo trabalhada no Brasil para que haja uma regulamentação adequada.

Que venham mais pesquisas, mais investimentos, mais esclarecimentos!

Dra. Paula Pileggi Vinha - CRM/SP: 99415
Doutora (PhD) e Mestre em Clinica Medica FMRP-USP 
Titulo de Especialista em Nutrologia - RQE: 26929 (Especialista ABRAN) 
Especialista em Medicina Intensiva/ Medicina Funcional e Integrativa
Especialista em Pericias Judiciais / Assistente Pericial Medica desde 2017
Especialista em Medicina Canabinoide (MJNA, 2018).

Deixe um comentário

Comentários:

01/10/2019 - 19:04:18
Cynthia Gibran disse:
Parabéns! Vc merece Td de melhor! Gde médica! Gde amiga!!! Q Deus continue te abençoando sempre!!! Vc vai voar ainda mais longe! Muito mais!!! Bjs! ???????????????????????????????? disse:
01/10/2019 - 18:42:46
Tania Brandino de Oliveira disse:
Boa tarde Dra Paula...minha filha tem epilepsia refrataria desde um ano..agora com 12...toma medicamentos o dia todo ...Oxcarbazepina..Lamotrigina..Clobazan..e continua com crises..passamos ela em Sao Paulo mes passado ...medico Dr Daniel Uemura da HEMP MEDS.estou aguardando Abrace tbem fila de espera...pois estou desempregada p cuidar dela..levar p atividades..medicos..se puder me ajudar agradeco minha linda....DEUS TE ABENCOE GRANDEMENTE disse:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato