Mitos e verdades sobre o uso de contraceptivos hormonais

Dra. Luciana Nicastro, Ginecologia e Obstetrcia

Publicado em 12/01/2024 - Atualizado em 22/04/2024



A utilização de contraceptivos é envolta por uma série de mitos e verdades que influenciam a escolha das pessoas. A seguir, vamos desvendar alguns deles:

- Anticoncepcional oral pode afetar a fertilidade com o uso a longo prazo.

 MITO! Os anticoncepcionais atuais não têm a capacidade de causar infertilidade. Sua interrupção permite a recuperação da capacidade reprodutiva e a ovulação se restaura a seguir.

 

- Contraceptivos apresentam efeitos colaterais. 

 VERDADE! Os efeitos colaterais variam conforme o tipo de hormônio utilizado (unicamente de progesterona ou combinado) e conforme a via de administração (oral, injetável, transdérmico, anel vaginal, DIU ou implante subcutâneo). Os principais efeitos colaterais são: náusea/vômito, dor e inchaço das pernas, alterações na pele e alterações de humor.

 

- Contraceptivos sempre causam aumento de peso. 

 MITO! Embora algumas pessoas possam observar mudanças no peso, estudos indicam que a maioria não enfrenta um aumento significativo. Nem todo contraceptivo causa aumento de peso e varia conforme o tipo de contraceptivo escolhido (unicamente de progesterona ou combinado) e conforme a via de administração (oral, injetável, transdérmico, anel vaginal, DIU ou implante subcutâneo).

 

- Contraceptivos hormonais combinados aumentam o risco de trombose. 

 VERDADE! Eles colaboram para um estado pró-trombótico, aumentando de 2 a 6 vezes o risco relativo de trombose quando comparados a não usuárias de contraceptivos combinados, a depender da dose de estrogênio e de progesterona.

 

- Contraceptivos são utilizados apenas para prevenir gravidez. 

 MITO! Os contraceptivos podem apresentar vários efeitos benéficos, a depender do tipo, como melhora dos sintomas pré-menstruais, melhora da acne, melhora das cólicas e diminuição do fluxo menstrual e redução dos riscos de câncer de ovário e endométrio.


- Contraceptivos hormonais combinados são adequados para todas as mulheres. 

 MITO! Fatores como condições médicas preexistentes e históricos familiares podem influenciar a escolha do método contraceptivo. A orientação de um profissional de saúde é essencial para uma decisão personalizada.

É importante desmistificar a utilização de contraceptivos hormonais, proporcionando informações precisas. A compreensão dos mitos e verdades envolvidos capacita as pessoas a fazerem escolhas contraceptivas em conjunto com seu médico, alinhadas com suas necessidades individuais e saúde geral.


Referência: Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Anticoncepção hormonal combinada. São Paulo: FEBRASGO; 2021. (Protocolo FEBRASGO-Ginecologia, no 65/ Comissão Nacional Especializada em Anticoncepção).

 

Deixe um Comentário

Comentários: