O uso da Cannabis na Odontologia

Dr. Carlos Loureiro Neto, Odontologia

Publicado em 26/12/2023 - Atualizado em 25/07/2024



O tema é muito polêmico, mas enxergamos um enorme potencial terapêutico totalmente ligado à odontologia, por ter tudo a ver com nossa maneira de enxergar o paciente ao longo destes 40 anos de profissão. Entender o paciente como um todo e não apenas como um portador de dentes, integrar as especialidades e profissões.

Trata-se da Cannabis para uso medicinal. Por tratar-se de uma fitoterapia, a procedência, tratamento dos componentes altamente controlados é fundamental para a eficiência do tratamento. Como era de se esperar, o mercado está muito aquecido, com vários fornecedores, porém poucos cumprem os requisitos de segurança que buscamos em todos os materiais e produtos com que trabalhamos.

As alternativas e propostas terapêuticas são sensacionais. Em saúde, tudo se correlaciona e, muitas vezes, é muito difícil identificar a causa primária quando temos vários sinais e sintomas, porém sempre enxergaremos o paciente como um todo.

Na odontologia as principais indicações diretas são: distúrbios do sono, ansiedade, bruxismo, depressão, síndrome do pânico, stress, dores crônicas, disfunção de ATM, esporte e alto rendimento, compulsão alimentar, alterações hormonais, síndrome da ardência bucal, auxiliar no tratamento para cânceres, etc. A lista é longa e infindável. Se imaginarmos que todos estes tópicos acima podem ser causa e consequência, vislumbramos poder ajudar muitos pacientes.

Temos outras doenças que causam muita preocupação na nossa atividade por consequência direta ou pelo tratamento disponível, que afetará diretamente a saúde bucal. São elas, Parkinson, Alzheimer, Epilepsia, Depressão, Fibromialgia, Autismo, Artrite, Artrose, Esclerose múltipla, Enxaqueca, etc.

Deixe um Comentário

Comentários: