Exerccio Fsico: O Preo do Exagero

Prof.Dr. Elias Knobel, Cardiologia

Publicado em 22/02/2018 - Atualizado em 22/04/2024



Está bem estabelecido que a atividade física é fundamental para saúde. Porém o exagero na sua prática pode trazer tantos malefícios quanto o sedentarismo.

Treinos intensos, prolongados, de alta intensidade e frequentes, praticados de forma exagerada podem afetar o sistema imunológico, lesionar os músculos e as articulações e comprometer o sistema cardio-circulatório,   prejudicando a saúde tanto de atletas como de praticantes amadores. É o que chamamos de overtraining ou “síndrome do excesso de treinamento”.

Nesses casos também pode-se constatar aumento do pulso, mesmo no período de descanso, irritabilidade, insônia e esgotamento geral. A obsessão por melhorar o aspecto e o desempenho físico pode se transformar numa compulsão por exercícios gerando estresse e ansiedade acentuadas.

Uma atividade física adequada diminui os risco de doenças cardiovasculares. Porém exercícios de alta intensidade podem acelerar o desenvolvimento da ateroesclerose coronária, causar lesões no músculo cardíaco, e propiciar a ocorrência de arritmias graves, aumentando o risco de morte súbita.

Por isso a avaliação médica antes do início de um programa de exercícios é extremamente importante, pois muitas pessoas podem apresentar problemas cardíacos ocultos que podem se manifestar durante um esforço acentuado.  Da mesma forma o suporte nutricional e a orientação de um profissional de educação física são essenciais principalmente na terceira idade quando existe uma progressiva perda da massa muscular e os problemas cardiológicos são mais prevalentes.

Deixe um Comentário

Comentários: