Você já ouviu falar em Dry Needling?

Prof.Dr. Bruno Berselli, Fisioterapia

Publicado em 13/07/2017 - Atualizado em 07/02/2023



Pois é essa nova técnica q chegou e vem conquistando muitos adeptos pelo seu grande poder de resolver dores irradiadas.


O dry needling consiste na aplicação de agulhas em pontos gatilhos (pontos dolorosos) que já estão pré-determinados por um mapeamento feito pela médica americana Janet Graeme Travell, M.D., em 1920.

A técnica é realizada com agulhas de acupuntura mas tome cuidado porque não é a mesma coisa. Na técnica do dry needling a agulha não pode permanecer inserida no paciente por longo tempo, ela é retirada imediatamente após se atingir as respostas do estímulo do ponto gatilho ou seja, a aplicação dura cerca de 5 segundos em cada ponto. Outro fator que diferencia é que a aplicação é feita de acordo com a característica da dor que tem um padrão, perfil para ser indicado o agulhamento, já na acupuntura a avaliação é feita pela análise de pulso e língua observando assim os meridianos para saber se estão com excesso ou falta de energia.

O agulhamento é feito sempre com agulhas descartáveis e a aplicação deve ser a mais direta e precisa possível. Para isso o fisioterapeuta deve ter conhecimentos sobre padrão de dor e biomecânica para ter o reconhecimento do fator mecânico que gera o ponto gatilho.

Mas a terapia não se encerra aí, o agulhamento é só o começo, principalmente se a dor for crônica, ou seja, com mais de 3 meses de duração. Nesse caso o fisioterapeuta precisa reestabelecer o padrão cognitivo comportamental através de atividade física ou de propostas de mudança de perfil de comportamento.

É aí que o fator multi-profissional entra em ação e parcerias com um psicólogo e um educador físico se tornam fundamentais para se estabelecer um programa de qualidade de vida para o paciente. Nessa nova rotina o paciente aprende a tomar as devidas precauções que evitarão o retorno da dor.

Os resultados desta técnica são incríveis para os diagnósticos de dor irradiada por ponto gatilho, as pessoas se surpreendem muito com a forma rápida de diminuição da dor e com a velocidade da volta às atividades do dia a dia.

Deixe um comentário

Comentários:

27/07/2019 - 18:56:58
Ana Rízia disse:
Alex Fernandes procure a lei do coffito aí você vai ter a resposta, além do mais o fisioterapeuta conhece bem a biomecânica não é qualquer um que pode aplicar pois se atingir alguma artéria, nervo tem que saber anatomia humana e a biomecânica. disse:
02/04/2019 - 17:00:01
Alex Fernandes disse:
Queria saber pq só fala fisioterapeuta, qualquer um apto pode fazer, não é exclusividade de fisioterapeuta, a agulha permanece durante 1 minuto em qualquer, só tirar antes se houver grande desconforto. disse:
05/02/2019 - 20:48:17
Marina Costa Galvão disse:
Quero saber mais sobre essa técnica. disse:
27/01/2019 - 00:01:55
Mari Cris disse:
Preciso fazer uma correção. A agulha pode ficar por mais tempo! Depende do Objetivo do Fisioteapeuta. Podemos usar dos dois jeitos curto e longo prazo (15min). disse:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato