Verdades sobre "gordura no fígado"e risco cardíaco

Dr. Anderson Rodrigues de Oliveira, Cardiologia

Publicado em 15/06/2017 - Atualizado em 03/08/2021



 

1. OBESIDADE: 

Epidemia mundial, a qual exige, urgentemente, ações mais efetivas para minimizar os riscos deste importante fator de risco cardiovascular!

Sobrepeso e obesidade aumentam o risco da ocorrência de diversos agravos/complicações:

. Síndrome metabólica, diabetes,

. Infarto, derrames,

. “Gordura no fígado” (esteatose hepática) e

. Vários tipos de câncer.

 

2. “GORDURA NO FÍGADO”: 

Acomete grande parte da população mundial e relaciona-se com aumento do risco cardíaco.

10-20% dos portadores de “gordura no fígado” (esteatose hepática) podem evoluir para EHNA (esteatoepatite não alcoólica).

A EHNA está presente em 3-5% da população mundial. 

E, muito grave, 5% dos portadores de EHNA podem evoluir para cirrose hepática!!

 

3. DOENÇA HEPÁTICA GORDUROSA NÃO ALCOÓLICA (DHGNA):

A presença de Doença Hepática Gordurosa implica em maior risco de doenças cardiovasculares.

Prevalência de DHGNA nas populações:

. Está presente em 20% da população global.

. Em 80% dos diabéticos!

. Em 50% dos portadores de DLP (dislipidemias: alterações no colesterol ou triglicerídeos)!

. E em 90% dos obesos mórbidos!!

DHGNA consiste numa condição clínica que inclui “gordura no fígado” e esteatoepatite.

A DHGNA pode ou não evoluir para cirrose!

Vale ressaltar que alguns destes casos de cirrose podem, ainda, evoluir para hepatocardinoma (“câncer no fígado”).

A taxa de mortalidade em portadores de DHGNA: é maior que na população geral!

 

4. RISCO CARDÍACO:

Chama a atenção: doenças cardiovasculares (infartos e derrames) e “gordura no fígado” têm fatores de risco semelhantes (obesidade, diabetes, hipertensão arterial, dislipidemias).

Seu médico avaliará seu risco cardiovascular para que possa empreender o melhor tratamento para sua saúde!

Nesta estratificação do RCV, conforme seu médico e as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia, 04 passos são fundamentais:

. Detectar a possibilidade de “entupimentos” (doença aterosclerótica),

. Aplicação do Escore de Risco de Framingham,

. Identificar fatores de risco agravantes, e

. Definir as metas de tratamento e reavaliação do RCV.

 

5. TRATAMENTOS:

Existem terapias seguras para a obesidade, a síndrome metabólica e para a DHGNA.

O tratamento é pautado, principalmente, em aspectos comportamentais: MEV (Mudança no Estilo de Vida):

. Hábitos alimentares saudáveis,

. Atividade física regularmente (após avaliação de seu médico assistente),

. Perda ponderal e manutenção de peso saudável!

Deixe um comentário

Comentários:

10/10/2019 - 15:13:43
Elisete Bessa disse:
Boa tarde, Sugiro aos portadores de esteatose hepática que avaliem os riscos cardíacos o quanto antes. Meu marido estava tratando somente a esteatose e foi surpreendido por um infarto seguido de parada cardíaca. Quase morreu, colocou dois stents disse:
21/08/2019 - 02:14:33
teste disse:
teste de comentario disse:
21/08/2019 - 01:53:21
Lorena vargas disse:
Ótimo artigo disse:
21/08/2019 - 01:29:05
Lorena disse:
Gostei do artig disse:
21/08/2019 - 01:16:09
Lorena disse:
Gostei do artigo disse:
13/06/2019 - 10:57:56
Souza oliver disse:
Tou com gordura no ficado e tou preocupada ,q devo fazer qual minha alimentação ,li e gostei do artigo parabens disse:
17/04/2019 - 00:25:08
Elizabeth Cristiane Rodrigues Santos disse:
Estou com gordura no fígado Confesso...que ISSO tá me assustando,ainda sou fumante ?? gostaria de saber,qual risco ,que corro ,e como acabar com isso Obrigada disse:
21/03/2019 - 15:09:08
Aly disse:
Um excelente conteúdo! Com um texto bem informativo e interessante. Gostaria de deixar uma leitura complementar sobre um medicamento que pode tratar do fígado e etc, caso tenha interesse: https://www.drentrega.com.br/bem-estar/dores-e-sintomas/silimarina-nomes-comerciais-posologia-e-muito-mais disse:
07/08/2018 - 04:39:53
Judix disse:
5VBztK http://www.LnAJ7K8QSpfMO2wQ8gO.com disse:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato