Novidades na Dermatologia

Dra. Adriana Vilarinho, Dermatologia

Publicado em 10/02/2021 - Atualizado em 04/08/2021



Os ultrassons microfocado e macrofocado são opções de tratamento não-invasivos e não-cirúrgicos que auxiliam em diversos aspectos dermatológicos. Uma vez indicado para tratar o envelhecimento da pele, melhora a flacidez promovendo efeito lifting e auxilia na melhora da gordura localizada. Esses resultados são possíveis porque o ultrassom atua em todas as camadas da pele, atingindo desde a gordura e a musculatura, à derme, sem danificar as camadas superficiais.

Com energia ultrassônica de alta intensidade, age através de coagulação térmica no tecido, destruindo o colágeno velho para estimular e formar um novo colágeno e aumentar a espessura da pele. O tratamento pode ser aplicado em todo o corpo, inclusive na face e na região íntima.

As alternativas de emissão micro e macro focadas possibilitam concentrar a aplicação no local desejado, evitando danos ao redor do tecido. Enquanto o ultrassom macrofocado avança até o tecido gorduroso promovendo a remodelação corporal, o microfocado proporciona lifting cutâneo bem direcionado. Com o calor, as fibras colágenas no tecido abaixo da pele se contraem, causando um efeito lifting imediato, que pode durar alguns meses, dependendo do organismo e estrutura de pele de cada paciente.

A partir dos 25 anos de idade o corpo humano começa a reduzir a produção de colágeno, tendo uma perda de cerca de 1% ao ano, e esse percentual tende a aumentar em mulheres na fase da menopausa. Com isso, a flacidez também começa a surgir, tanto em tecidos quanto músculos. Por isso, iniciar os tratamentos dermatológicos desde cedo, são boa opção para prevenir e tratar o envelhecimento precoce.

É importante salientar que os tratamentos com ultrassons vão além da parte estética, pois são voltados para a saúde da pele e também para tratar condições da pele em alternativa a cirurgias. Em pacientes com caso de assimetria facial, por exemplo, é possível utilizar o   ultrassom a fim de remodelar a região, buscando a saúde como um todo.

O tratamento não é invasivo, sendo assim, não necessita de tempo de recuperação nem deixa marcas. O local pode parecer um pouco inchado logo após a aplicação, mas é um inchaço mais percebido pelo próprio paciente do que visível a outras pessoas. Também pode ficar um pouco dolorido, causando um pouco de desconforto, mas nada com o que se preocupar.

O ultrassom é mais uma das modernas técnicas dermatológicas que trazem importantes benefícios para a pele, oferecendo bons resultados sem efeitos colaterais, nem riscos. Mas, vale lembrar, que os resultados variam de acordo com a expectativa de cada pessoa e do organismo, já que mesmo com estímulo, a produção de colágeno também varia para cada indivíduo. Por isso, o ideal é se consultar com um dermatologista para realizar o procedimento e acompanhamento pós-tratamento.

Deixe um comentário

Comentários:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato