Obstáculos na Prevenção ao Suicídio

Ines Hungerbuhler, Psicóloga

Publicado em 14/09/2020 - Atualizado em 04/08/2021



Obstáculos na prevenção ao suicídio 

Suicídio é um problema complexo para o qual não existe uma única causa ou uma única explicação. Porém, 90% das pessoas que morreram por suicídio apresentavam algum transtorno mental. Depressão, psicose e uso abusivo de substâncias, sobretudo o alcoolismo, são os fatores de risco mais relevantes nesse contexto. 

Existem tratamentos eficazes para esses transtornos mentais, mas é comum a falta de procura de ajuda ou a falta de acesso ao cuidado adequado. Além da escases de serviços e profissionais, existe um forte preconceito social diante dos problemas de saúde mental. As pessoas frequentemente ficam constrangidas em admitir que estão deprimidas, por exemplo, porque vêem os sintomas como um “sinal de fraqueza”. 

No momento atual, enfrentamos diversos desafios que podem contribuir para um aumento de suicídio na população geral e em pessoas que já estão lutando com um transtorno mental. Conflitos familiares, violência doméstica, isolamento, solidão, luto, consumo elevado de álcool, desemprego e problemas financeiros são alguns exemplos. 

Em momentos de estresse, nossos pensamentos ficam confusos, ou seja, percebemos e interpretamos as coisas de forma diferente. Isso pode afetar as crenças que temos sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre o futuro. Pode nos levar a acreditar que não existe mais nenhuma esperança para a situação melhorar. E essa desesperança está diretamente relacionada à intenção suicida. Pois não enxergar mais outra saída acaba levando a pessoa a acreditar que o suicídio seria a única opção. 

Com tudo isso em mente, o obstáculo na prevenção do suicídio hoje passa por aumentar o acesso ao cuidado da nossa saúde mental. E isso não começa com o acesso ao tratamento clínico de transtornos diagnoticados. Começa com a prevenção do desenvolvimento de um quadro clínico e na conscientização e capacitação da população geral para cuidar da própria saúde mental. 

A solução envolve sensibilizar e educar as pessoas para lidar com problemas emocionais e situações estressantes, identificar precocemente os sinais de risco e conhecer as medidas adequadas para a sua resolução. O acesso a serviços presenciais e ferramentas digitais de assistência e cuidado em saúde mental também é determinante a esse esforço preventivo contra um problema de saúde pública. 

Fonte: https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/os-desafios-na-prevencao-do-suicidio/

 

Deixe um comentário

Comentários:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato