Por que as caspas aparecem mais no inverno?

Dra. Natalie Haddad, Dermatologia e Tricologia

Publicado em 26/05/2020 - Atualizado em 19/08/2022



Tem coisa melhor do que um banho quentinho e demorado para espantar o frio no inverno? Mas quem sofre com caspa já percebeu que o quadro piora no inverno.

A Dermatite Seborreica, popularmente conhecida como caspa, incomoda entre 15 e 20% da população. Trata-se de uma inflamação responsável por produzir descamação da pele, normalmente na região do couro cabeludo, mas que pode também ocorrer na face, sobrancelha, nariz, orelha e peito. Além da típica descamação que gruda nas roupas e nos cabelos, a caspa pode provocar vermelhidão, coceira, ardência e feridas.

O quadro se desenvolve a partir da predisposição genética, do aumento na produção de sebo e através de fungos, que colaboram para a inflamação da região.

Um problema esteticamente desconfortável, a caspa pode aparecer durante todo o ano.

No entanto, alguns hábitos adotados no inverno contribuem para o maior aparecimento da caspa:

- O principal deles e o banho muito quente. A água quente remove a camada de gordura da pele e resseca a região, porém o organismo, em resposta, passa a fabricar mais e mais sebo, isso se chama efeito rebote. Uma ótima notícia para um fungo que já vive nos arredores e adora comer essa gordura. Ele se aproveita dessa oleosidade e cresce desenfreado, provocando o quadro que gera a descamação de pele. O resultado é visto nas roupas (principalmente as escuras), que ficam cheias de casquinhas brancas, e no próprio couro cabeludo, que sofre com inflamação, coceira e vermelhidão.

- E não só por causa da temperatura do chuveiro, nessa estação, lavamos o cabelo com uma frequencia menor, o que facilita o acúmulo de oleosidade. Mas reduzir a limpeza dos fios nem sempre está por trás da encrenca. Quem lava o cabelo todo dia também pode ter o problema.

- Outro fator que contribui para as placas dominarem a cabeça é ter pele ou cabelos naturalmente oleosos — como muitos pessoas que vivem em um país tropical como o Brasil. Estima-se que até 80% das pessoas encarem um episódio de dermatite seborreica ao menos uma vez na vida.

Embora a inflamação tenha fundo genético, fatores emocionais, como o estresse, também podem provocar ou intensificar o problema: O sistema nervoso tem íntima ligação com a pele.

É importante ressaltar que esta é uma doença crônica, ou seja, não tem cura definitiva. A notícia boa é que tem tratamento ou controle com o uso de dermocosméticos e outros medicamentos.

Alivie a caspa durante o inverno com estas dicas:

  • Lave os cabelos diariamente com xampu anticaspa
  • Evite usar água muito quente para lavar o couro cabeludo. O ideal e lavar com agua morna.
  • Aplique o condicionador e máscaras de hidratação apenas no comprimento do cabelo, evitando o couro cabeludo;
  • Evite o uso frequente de chapéus e bonés;
  • Lave o cabelo, pelo menos, em dias alternados;
  • Diminua a temperatura do secador e a frequência de uso deste aparelho e de chapinhas;
  • Evite dormir com cabelos molhados e evitar abafar o couro cabeludo;
  • Procure o médico dermatologista caso não haja controle dos sintomas.

 

Deixe um comentário

Comentários:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato