Intolerância à Lactose na Infância

Priscila Maximino, Nutrição

Publicado em 18/12/2017 - Atualizado em 03/08/2021



O leite é um alimento fundamental na infância. Desde o nascimento o leite materno supre todas as necessidades durante os primeiros 6 meses de vida e ainda garante o vínculo emocional. Até o primeiro ano de vida, as crianças que não são amamentadas com leite materno utilizam fórmulas adaptadas a faixa etária e após o primeiro ano o leite de vaca integral pode ser parte da alimentação da criança durante toda a fase de crescimento e desenvolvimento.

De forma geral, as crianças tem boa aceitação do leite, mas, uma pequena parte dos bebês podem apresentar uma intolerância a lactose, que é o carboidrato do leite e também chamado de açúcar do leite. É raro que bebês nasçam intolerantes à lactose, pois qualquer leite animal é fonte do açúcar – incluindo o leite humano. Algumas crianças naturalmente produzem menos lactase ao atingir três a seis anos de idade, e muitas desenvolvem intolerância após serem acometidas por doenças que afetam o intestino, como as gastroenterites. A intolerância à lactose ocorre quando o corpo não produz quantidade suficiente de lactase, que é a enzima responsável pela digestão da lactose. Por não ser bem digerida, a lactose sofre fermentação pelas bactérias do intestino, causando sintomas como distensão abdominal, flatulência, diarreia e vômitos.

Para as crianças intolerantes à lactose o leite de vaca com baixa ou zero lactose é a melhor opção, já que o alimento é uma das maiores fontes de proteínas, cálcio, riboflavina e de vitamina D. Já os leites vegetais (de arroz, soja, amêndoa), apesar de serem isentos deste açúcar, não apresentam a mesma qualidade nutricional do leite. Queijos e em especial os iogurtes também podem ser bem tolerados, pois as bactérias presentes nesses produtos são capazes de digerir a lactose antes do seu consumo.  Atualmente há no mercado diversos derivados lácteos na versão zero lactose, estes produtos podem ser consumidos pelos bebês e crianças  desde que realizado o diagnóstico pelo médico ou nutricionista da criança.

 

Priscila Maximino - Nutricionista, pesquisadora do Instituto PENSI-Centro de Dificuldades Alimentares Mestrado e especialização pela Unifesp e pós-graduação em pesquisa clínica. Formação internacional em dificuldades alimentares. Link para acesso ao curriculo Lattes http://lattes.cnpq.br/7206621535868937

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN). (2014) Desvendando 8 mitos sobre a intolerância à lactose. Disponível em: http://sban.cloudpainel.com.br/source/Folder-IntolerAncia-a-lactose-consumidor.pdf

Deixe um comentário

Comentários:

COPYRIGHT

© BrazilHealth

LINKS IMPORTANTES

Home

Heads

Vídeos e Artigos

Médicos e Outros Profissionais

Parceiros

Contato