logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Implantes são para todos casos de perda dentária?
Implantes são para todos casos de perda dentária?

Prof. Dr. Frédéric José Jean Cadier, Odontologia
Publicado em 13/08/2017 - Atualizado em 21/08/2018



Substituir dentes por implantes foi sem dúvida alguma a forma de tratamento que teve mais impacto nas últimas décadas.

Durante os anos de 1950, 1960 e 1970 foram realizadas e publicadas pesquisas clínicas de longo prazo com grande número de pacientes. Os resultados apresentados durante os anos de 1980 mudaram para sempre a odontologia oferecendo solução para pacientes portadores de próteses totais (dentaduras). Uma solução definitiva capaz de devolver função mastigatória e autoestima e desta forma reintegrá-los á sociedade.

As últimas três décadas foram pautadas pelo aparecimento de inúmeros tipos e marcas de implantes responsáveis por um mercado global que ultrapassará a cifra de 8,5 bilhões de dólares em 2018. Se durante os anos de 1980 tratamentos com implantes só podiam ser realizados por dentistas especialistas (cirurgiões buco-maxilo-faciais, periodontistas e protesistas), atualmente qualquer dentista pode realizá-los. Originalmente com indicação para reabilitar pacientes desdentados, os implantes são hoje também usados em pacientes com perda unitária ou parcial de dentes.

Os implantes dentários são hoje solução para todos os casos de perda dentária? A resposta é não!

Trata-se de ótima opção de tratamento com a condição de devolvermos ao paciente adequada mastigação, saúde, conforto e condições para realizar boa higiene diária. Os implantes são apenas uma ferramenta à mais que o dentista possui para tratar dos seus pacientes. Limitações estéticas, falta de osso, doenças de gengiva e doenças sistêmicas são alguns dos fatores que podem contra indicar o uso de implantes.

Vivemos tempos em que o desenvolvimento de novas tecnologias é alucinante. Acumulamos mais informações do que conhecimento. Para que os pacientes se beneficiem, e não sejam vítimas destas tecnologias, dependemos cada vez mais de profissionais com sólida formação científica capazes de acompanhar as mudanças e tomar decisões corretas.

Deixe um comentário
Foto
Comentários
BrazilHealth
Mais Lidos
Corte no dedo: O que fazer? - Prof. Dr. Alvaro Cho
O corte no dedo é um dos principais acidentes domésticos do dia-a-dia. Os cortes ocorrem nas mais va...

Diferença entre limpar e umidificar o nariz. - Dr. Paulo Mendes Jr
Você sabe a diferença entre limpar, umidificar e aliviar o nariz? Especialista explica qual o melhor...

O que é Medicina Integrativa? - Editorial
Na contramão da medicina tradicional e ortodoxa, terapias alternativas estão ganhando cada vez mais ...

O PSA após a cirurgia ou a Radioterapia - Dr. Fernando Maluf
Você sabe qual é o valor do PSA que indica a volta do tumor após a cirurgia? Será que o PSA associad...


Relacionados
Qual é o papel do Coach de Saúde? - Andrea Pedrinola
Você tenta perder peso, ter um estilo de vida saudável em termos de alimentação, atividade física, r...

Cuidados Integrativos e Câncer de Próstata - Dr. Plínio Cutait
Eles tem vários nomes: Cuidados integrativos, medicina alternativa e complementar, terapias integrat...

Você está preparado para correr? - Wilson Mello
Novas ferramentas estão surgindo para auxiliar os corredores tanto na prevenção de lesões quanto na ...

Junho - Mês da Luta contra o Melanoma - Dra. Ana Maria Fagundes Sortino
O Melanoma ganha destaque nesse mês. Vale a pena conhecer melhor esse tumor, aprendendo a preveni-lo...

BrazilHealth