logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Férias escolares - hora de ir ao oftalmologista!
Férias escolares - hora de ir ao oftalmologista!

Dr. Galton Carvalho Vasconcelos, Oftalmologia
Publicado em 19/01/2018 - Atualizado em 11/12/2018



As férias escolares são aguardadas com ansiedade, pois trazem mais tempo para as brincadeiras, viagens e mais tempo para a família. Durante este mês sem tantas obrigações e agendas apertadas, alguns exames preventivos que garantem a perfeita saúde da criança devem ser relembrados.  Essa maior flexibilidade nos compromissos faz dessa uma ótima época para os pais atentarem para a saúde ocular dos filhos, aproveitando o período que antecede o início da volta as aulas. Sabemos que grande parte dos conhecimentos e habilidades que desenvolvemos nos primeiros anos de vida são adquiridos através deste importante sentido que é a visão.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 20% das crianças em idade escolar apresentam distúrbios oftalmológicos por conta dos erros refrativos (miopia, hipermetropia e astigmatismo). Destes, aproximadamente 5% têm redução grave de acuidade visual. 

Os erros refrativos não corrigidos, são a principal causa de deficiência visual em crianças e adolescentes no mundo.  O último levantamento da Organização Mundial da Saúde mostra que 80% dos casos de deficiência visual no mundo poderiam ser evitados, por serem possíveis de prevenir e tratar, quando diagnosticadas a tempo. A OMS estima ainda que 12 milhões de crianças em todo o mundo se beneficiariam pela simples prescrição de óculos. Alguns erros refrativos de maior magnitude podem ocasionar deficiência visual permanente por falta de nitidez das imagens nos primeiros anos de vida. Por isso, destacamos a importância do exame oftalmológico para detecção de alterações que comprometam a visão e, principalmente, o desenvolvimento geral da criança e seu aproveitamento escolar. Através desse exame, outras doenças oculares podem ser detectadas além dos erros refrativos, tais como catarata infantil, glaucoma, estrabismo, alterações da retina (fundo de olho) e muitas outras.

Antes de a criança completar o primeiro ano de vida, levá-la ao oftalmologista é uma maneira de se prevenir a deficiência infantil e desenvolver uma visão normal. Já na inserção da criança no mundo escolar, principalmente durante o final do ciclo infantil e inicio do ensino fundamental (6- 7 anos), a exigência do uso da visão se torna mais rotineira. Dessa forma, o exame oftalmológico se torna extremamente importante, pois permite a identificação de problemas que podem atrapalhar o processo alfabetização e aprendizagem. Portanto, caríssimos pais, crianças que nunca fizeram o exame oftalmológico devem ser examinadas, tão logo que possível, e porque não se aproveitando o período que antecede a volta às aulas, para que possam desfrutar de um ano letivo com saúde ocular de qualidade.

Fonte: Dr. Galton Carvalho Vasconcelos, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Deixe um comentário
Foto
Comentários
BrazilHealth
Mais Lidos
Corte no dedo: O que fazer? - Prof. Dr. Alvaro Cho
O corte no dedo é um dos principais acidentes domésticos do dia-a-dia. Os cortes ocorrem nas mais va...

O PSA após a cirurgia ou a Radioterapia - Dr. Fernando Maluf
Você sabe qual é o valor do PSA que indica a volta do tumor após a cirurgia? Será que o PSA associad...

O que é Medicina Integrativa? - Editorial
Na contramão da medicina tradicional e ortodoxa, terapias alternativas estão ganhando cada vez mais ...

Diferença entre limpar e umidificar o nariz. - Dr. Paulo Mendes Jr
Você sabe a diferença entre limpar, umidificar e aliviar o nariz? Especialista explica qual o melhor...


Relacionados
Relação entre atividade Física e a Osteoporose - Mauro Vaisberg
Para fechar a semana da Osteoporose, convidamos o reumatologista Dr. Mauro Vaisberg a explicar a imp...

Células Tronco Hematopoieticas - Dr. Nelson Hamerschlak
O transplante de Células Tronco Hematopoieticas pode ser definido como a infusão endovenosa de célul...

Diferença entre Alergia e Intolerância Alimentar - Dra. Mônica Beyruti
Você sabe qual é a diferença entre alergia e intolerância alimentar? Apesar de alguns dos sintomas s...

T(D)PM não é frescura! - Dr. Kalil Duailibi
Você sofre de TPM? Psiquiatra explica que alteração hormonal pré-menstrual, em alguns casos, é coisa...

BrazilHealth