logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Principais informações sobre HPV
Principais informações sobre HPV

Redação, Infectologia
Publicado em 28/11/2017 - Atualizado em 09/12/2017


O que é

O condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital, crista de galo, figueira ou cavalo de crista, é uma DST causada pelo Papilomavírus humano (HPV). Atualmente, existem mais de 100 tipos de HPV - alguns deles podendo causar câncer, principalmente no colo do útero e no ânus. Entretanto, a infecção pelo HPV é muito comum e nem sempre resulta em câncer. O exame de prevenção do câncer ginecológico, o Papanicolau, pode detectar alterações precoces no colo do útero e deve ser feito de rotina por todas as mulheres.

Não se conhece o tempo em que o HPV pode permanecer sem sintomas e quais são os fatores responsáveis pelo desenvolvimento de lesões. Por esse motivo, é recomendável procurar serviços de saúde para consultas periodicamente.

Sinais e Sintomas

A infecção pelo HPV normalmente causa verrugas de tamanhos variáveis. No homem, é mais comum na cabeça do pênis (glande) e na região do ânus. Na mulher, os sintomas mais comuns surgem na vagina, vulva, região do ânus e colo do útero. As lesões também podem aparecer na boca e na garganta. Tanto o homem quanto a mulher podem estar infectados pelo vírus sem apresentar sintomas.

Formas de contágio

A principal forma de transmissão desse vírus é pela via sexual, que inclui o contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Portanto, a infecção pode ocorrer mesmo na ausência de penetração vaginal ou anal. Para a transmissão, a pessoa infectada não precisa apresentar sintomas, mas quando a verruga é visível, o risco de transmissão é muito maior. O uso da camisinha durante a relação sexual geralmente impede a transmissão do vírus, que também pode ser transmitido para o bebê durante o parto.

Tratamento

Na presença de qualquer sinal ou sintoma dessa DST, é recomendado procurar um profissional de saúde, para o diagnóstico correto e indicação do tratamento adequado.

Vacina

Foram desenvolvidas duas vacinas contra os tipos de HPV mais presentes no câncer de colo do útero. Essa vacina, na verdade, previne contra a infecção por HPV. Mas o real impacto da vacinação contra o câncer de colo de útero só poderá ser observado após décadas. Uma dessas vacinas é quadrivalente, ou seja, previne contra quatro tipos de HPV: o 16 e 18, presentes em 70% dos casos de câncer de colo do útero, e o 6 e 11, presentes em 90% dos casos de verrugas genitais. A outra é bivalente, específica para os subtipos de HPV 16 e 18.

A vacina funciona estimulando a produção de anticorpos específicos para cada tipo de HPV. A proteção contra a infecção vai depender da quantidade de anticorpos produzidos pelo indivíduo vacinado, a presença destes anticorpos no local da infecção e a sua persistência durante um longo período de tempo.

É fundamental deixar claro que a adoção da vacina não substituirá a realização regular do exame de citologia, Papanicolaou (preventivo). Trata-se de mais uma estratégia possível para o enfrentamento do problema e um momento importante para avaliar se há existência de DST.

 

Fonte: Ministério da Saúde | Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais

BrazilHealth
Tênis: Como prevenir lesões e melhorar seu jogo - Prof. Eduardo Faria
O tênis é um esportes fascinante também mas pode causar muitas lesões. Convidamos o preparador físic...

19 de Fevereiro - Dia do Esportista - Redação
A data tem como objetivo incentivar, conscientizar e homenagear a prática do esporte, como meio de d...

Exagerou no Carnaval? Detox: Dicas e Receitas - Redação
Após o consumo exagerado de comidas e bebidas, nosso corpo pede uma boa limpeza Veja nossas dicas e ...

Álcool e idade: uma combinação arriscada - Harvard Medical School
É comum as pessoas beberem menos à medida que envelhecem. Mas aqueles que bebem muito ao longo da vi...

Carnaval: época pede atenção às doenças ISTs - Dr. Helio Magarinos Torres Filho
Carnaval está aí e promete muita folia! Porém, com o misto de alegria e ansiedade, muitos esquecem d...

Pílula anticoncepcional faz mal? Conheça os riscos - Dr. Breno Caiafa e Dr. Marcos Arêas
Afinal, a pílula anticoncepcional faz mal? Os Drs. Breno Caiafa e Marcos Arêas explicam os possíveis...

As primeiras etapas do vício em nicotina - Universidade de Johns Hopkins
Uma pesquisa da Universidade de Johns Hopkins fala sobre as primeiras etapas do vício em nicotina. A...

BrazilHealth