logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Como o diabético pode ter melhor qualidade de Vida
Como o diabético pode ter melhor qualidade de Vida

Dr. Maurício Hirata, Endocrinologia e Metabologia
Publicado em 15/11/2017 - Atualizado em 18/07/2018



Há 30 anos, durante minha época de Residência Médica, ser diabético era percebido pelo paciente como ser condenado a sofrer com amputações, cegueira, disfunção erétil e outras consequências drásticas.

O rótulo ‘Diabetes’ era praticamente uma sentença de morte lenta e dolorosa, e as enfermarias nos hospitais públicos viviam cheias de pacientes descompensados pela doença em regime intensivo de insulinoterapia.

Com o correr do tempo, este quadro foi se modificando e atualmente, com o aparecimento de novas medicações e tecnologias, estes casos se tornaram mais raros.

Em 2017 vivemos uma época de ouro para o tratamento do Diabetes.

As novas drogas para tratar a doença diminuem o apetite e fazem com que a ação da insulina do nosso corpo seja mais eficaz.

Outra nova classe de fármacos faz com que a absorção de carboidratos, oriundos da alimentação, seja diminuída e a glicose resultante seja expelida pela urina.

O resultado destes avanços é a maior facilidade para controlar o açúcar no sangue, assim como a real diminuição do peso corporal.

Com a estabilização dos parâmetros do diabetes, as complicações diminuem e estamos retirando e receitando cada vez menos insulina para nossos pacientes, fato inédito na história da Endocrinologia.

Com relação ao controle de glicemia feito em casa, hoje dispomos de dispositivos que medem a glicose sem que seja necessário picar os dedos a toda hora.

Estes aparelhos funcionam com a leitura de um chip que fica aderido na pele da pessoa, possibilitando leitura contínua e indolor da glicose por um período de até duas semanas.

Com o acesso a esse tipo de tecnologia é inegável a melhoria na qualidade de vida dos pacientes diabéticos e o consequente aumento na expectativa de vida dos mesmos.

Mas, infelizmente estes produtos ainda são muito caros, por questões de patente e por serem importados em sua maioria.

A adoção de Políticas Públicas de subsídios e isenção de impostos permitiria que uma parcela maior da população brasileira pudesse ter acesso a estes recursos e usufruísse dos benefícios de ter um excelente controle do diabetes.

Deixe um comentário
Foto
Comentários
BrazilHealth
Mais Lidos
Diferença entre limpar e umidificar o nariz. - Dr. Paulo Mendes Jr
Você sabe a diferença entre limpar, umidificar e aliviar o nariz? Especialista explica qual o melhor...

Corte no dedo: O que fazer? - Prof. Dr. Alvaro Cho
O corte no dedo é um dos principais acidentes domésticos do dia-a-dia. Os cortes ocorrem nas mais va...

O que é Medicina Integrativa? - Editorial
Na contramão da medicina tradicional e ortodoxa, terapias alternativas estão ganhando cada vez mais ...

Marcapasso Cardíaco - Dra. Denise Hachul
Os marcapassos ajudam as pessoas que possuem ritmo cardíaco lento ou irregular a levarem vidas norma...


Relacionados
As 4 doenças Cardiovasculares que mais matam - Augusto Braga
No mês que se comemora do Dia Mundial do Coração, a BrazilHealth e Estadão trarão uma série especial...

Microrganismos Multirresistentes - Profa. Dra Sylvia Lemos Hinrichsen
Cada vez mais as bactérias, vírus, parasitas, fungos se tornam multirresistentes aos antibióticos, a...

Hábitos alimentares prejudiciais à saúde - Dr. Mauro Teixeira
Conheça hábitos alimentares (aparentemente inofensivos) que prejudicam sua saúde bucal

Dia do Médico - 18 de Outubro - Dr. Maurício Simões Abrão
Esses profissionais são verdadeiros promotores de esperança. Não importa a especialidade, sua missão...

BrazilHealth