logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Você sabe o que é Covid-19 Persistente?
Você sabe o que é Covid-19 Persistente?

BBC, Redação
Publicado em 07/10/2020 - Atualizado em 24/10/2020



O que é Covid persistente?

Não há nenhuma definição médica ou lista de sintomas compartilhada por todos os pacientes — duas pessoas com Covid persistente podem ter experiências muito diferentes.

No entanto, a característica mais comum é uma fadiga paralisante.

Outros sintomas incluem: falta de ar, tosse constante, dores nas articulações, dores musculares, problemas auditivos e de visão, dores de cabeça, perda de olfato e paladar, bem como danos ao coração, pulmões, rins e intestinos.

Foram relatados problemas de saúde mental, incluindo depressão, ansiedade e dificuldade para pensar com clareza. Isso pode prejudicar a qualidade de vida das pessoas.

"Meu cansaço é diferente de qualquer coisa que já tenha sentido antes", disse Jade Gray-Christie, que enfrenta a Covid persistente.

A Covid persistente não é apenas o caso de uma recuperação lenta em UTI. Mesmo pessoas com infecções relativamente brandas podem ficar com problemas de saúde graves e duradouros.

"Não temos dúvidas de que a Covid persistente existe", disse à BBC o professor David Strain, da Universidade de Exeter, que já atende pacientes de Covid há muito tempo em sua clínica de Síndrome de Fadiga Crônica.

Quantas pessoas estão pegando essa doença?

Um estudo com 143 pessoas no maior hospital de Roma, publicado no Journal of the American Medical Association, acompanhou pacientes após eles receberem alta.

Ele mostrou que 87% deles tinham pelo menos um sintoma de Covid quase dois meses depois da internação, e mais da metade ainda apresentava fadiga.

No entanto, estudos assim analisam apenas a minoria de pessoas que acaba necessitando de tratamento hospitalar.

O aplicativo Covid Symptom Tracker — usado por cerca de quatro milhões de pessoas no Reino Unido — descobriu que 12% das pessoas ainda apresentavam sintomas após 30 dias.

Seus dados mais recentes, não publicados, sugerem que até 2% de todas as pessoas infectadas apresentam sintomas de Covid persistente após 90 dias.

Você precisa ter um caso grave de Covid para seguir com Covid persistente?

Aparentemente, não.

Metade das pessoas em um estudo em Dublin ainda apresentava fadiga 10 semanas após a infecção pelo Coronavírus. Um terço foi fisicamente incapaz de voltar ao trabalho.

Mais importante, os médicos não encontraram nenhuma ligação entre a gravidade da infecção e a fadiga.

No entanto, a exaustão extrema é apenas um sintoma de Covid persistente.

O professor Chris Brightling, da Universidade de Leicester e investigador-chefe do projeto PHOSP-Covid, que está monitorando a recuperação de pacientes, acredita que as pessoas que desenvolveram pneumonia podem ter mais problemas por causa de danos aos pulmões.

 

Como o vírus está causando a Covid persistente?

Existem muitas ideias, mas nenhuma resposta definitiva. O vírus pode ter sido eliminado da maior parte do corpo, mas continua a permanecer em algumas partes do corpo.

"Se houver diarreia no longo prazo, então você encontra o vírus no intestino; se houver perda do olfato, é nos nervos — então isso pode ser a causa do problema", diz o professor Tim Spector, do King's College London.

O coronavírus pode infectar diretamente uma ampla variedade de células do corpo e desencadear uma resposta imune hiperativa que também causa danos por todo o corpo.

Uma hipótese é que o sistema imunológico não retorna ao normal após Covid e isso provoca problemas de saúde.

A infecção também pode alterar o funcionamento dos órgãos das pessoas. Isso é mais óbvio com os pulmões se eles ficarem com cicatrizes — problemas de longo prazo foram observados após a infecção com Sars ou Mers, que são ambos tipos de coronavírus.

Mas a Covid também pode alterar o metabolismo das pessoas. Houve casos de pessoas que lutaram para controlar seus níveis de açúcar no sangue após desenvolverem diabetes como resultado da Covid, e Sars levou a mudanças na maneira como o corpo processa as gorduras por pelo menos 12 anos.

Existem sinais iniciais de alterações na estrutura do cérebro, mas isso ainda está sendo investigado. E a Covid-19 também faz coisas estranhas com o sangue, incluindo coagulação anormal e danificando a rede de tubos que transportam o sangue pelo corpo.

"A teoria na qual estou trabalhando é um envelhecimento prematuro dos pequenos vasos sanguíneos que fornecem oxigênio e nutrientes aos tecidos". Mas ele alertou que, até descobrirmos o que está causando a Covid persistente, "é difícil descobrir os tratamentos", disse o professor Strain à BBC.

O que devo fazer se achar que tenho Covid persistente?

O sistema de saúde do Reino Unido (NHS) recomenda os "três Ps" para conservar energia:

  • Pace, ou ritmo em inglês. Controle-se para não se esforçar muito e certifique-se de ter bastante descanso.

  • Planejamento. Planeje seus dias para que suas atividades mais cansativas sejam distribuídas ao longo da semana

  • Priorizar. Pense sobre o que você precisa fazer e o que pode ser adiado

Aconselha-se falar com a equipe do seu hospital ou com o seu médico de família se a recuperação estiver demorando.

Fonte: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/10/06/covid-19-persistente-os-pacientes-que-continuam-com-sintomas-mesmo-apos-meses.ghtml

Deixe um comentário
Foto

Repita os caracteres a seguir no campo de texto abaixo:
Comentários
BrazilHealth
Mais Lidos
11 alimentos que reduzem o colesterol - Harvard Medical School
Recentemente cardiologistas brasileiros estabeleceram valores mais rígidos de colesterol ruim. Conhe...

Substituição da Válvula Mitral e Aórtica - Dr. Jose Armando Mangione
A cirurgia para a substituição da válvula aórtica é um procedimento que vem ganhando cada vez mais e...

O PSA após a cirurgia ou a Radioterapia - Dr. Fernando Maluf
Você sabe qual é o valor do PSA que indica a volta do tumor após a cirurgia? Será que o PSA associad...

Corte no dedo: O que fazer? - Prof. Dr. Alvaro Cho
O corte no dedo é um dos principais acidentes domésticos do dia-a-dia. Os cortes ocorrem nas mais va...


Relacionados
Coronavírus e Tabagismo - Saúde Brasil
Coronavírus e tabagismo: por que essa relação não dá certo? Entenda por que os fumantes são mais vul...

Cuidados que Diabéticos devem ter com COVID-19 - Harvard Medical School
A renomada instituição americana Harvard Medical School explica o que você precisa saber sobre o COV...

Coronavírus em Crianças - Harvard Medical School
A renomada instituição americana Harvard Medical School traz conselhos sobre brincadeiras, distancia...

10 Boas Notícias Sobre o Coronavírus - Ignacio López-Goñi
O cientista Ignacio López-Goñi ousou escrever 10 boas notícias sobre o coronavírus. O assunto é séri...

BrazilHealth