logo
BrazilHealth
Fazer login
Home  >  Videos e artigos  >  Gengiva Inflamada? Saiba o que fazer!
Gengiva Inflamada? Saiba o que fazer!

Dr. Mauro Teixeira, Odontologia
Publicado em 13/09/2019 - Atualizado em 08/12/2019



A gengiva inflamada é gengiva vermelha, lisa, inchada, dolorida  que costuma sangrar com facilidade quando tocada pelo fio dental e escova de dente.

Praticamente, na totalidade das vezes são as bactérias (mais de 650 diferentes espécies de bactérias) as responsáveis pela inflamação gengival que quando se agrupam formam a placa bacteriana.

A placa bacteriana é o acúmulo de milhões bactérias, que se apresentam como uma gelatina leitosa, que tende a se formar na superfície dos dentes junto a gengiva, entre os dentes e entre a gengiva e dentes. Ela “amadurece” com o passar dos dias, adquirindo maior capacidade em utilizar restos alimentares para crescer e produzir ácidos, toxinas e enzimas que causam a inflamação na gengiva, que se não tratada, pode evoluir como doença responsável pela maioria das perdas de estética, conforto (mau hálito), osso e de dentes, além de causar cáries.

O que fazer:

Escove muito bem a sua gengiva junto aos dentes com movimentos curtos e pressionando sobre cada dente a escova por 5 segundos e entre cada dois dentes também por 5 segundos. Para a realização de uma higiene bucal, bem feita, são necessários 7 minutos: 5 minutos para a escovação e aproximadamente 2 minutos para o uso do fio dental e raspagem da língua. Use o fio dental abraçando cada dente e deslizando o fio dental até o interior do espaço que há entre a gengiva e cada dente, para desorganizar a placa bacteriana aderida à superfície do dente.

Com o raspador raspe todo o dorso da língua, delicadamente, até a parte posterior da mesma, dez vezes.

O que evitar:

Evite a ingestão de carboidratos, principalmente o açúcar e não se alimente entre as refeições e nem durma sem higienizar seus dentes.

Importante:

Faça uma higiene bucal detalhada até 20 minutos após as refeições, principalmente se tiver consumido açúcar.

Após a higiene massageie a gengiva entre os dentes, caso esteja muito inchada, use dois dedos, um junto da língua ou do céu da boca e o outro por fora junto da bochecha, realizando por cinco vezes uma considerável pressão bidigital.

Higiene Bucal- Aposte na qualidade e não na frequência

Higienize seus dentes três vezes por dia, acreditando mais na sua competência que na frequência; limpe todas as superfícies dentárias, principalmente a gengiva junto aos dentes e entre os dentes.

A gengiva inflamada irá sangrar e ficar  sensível durante a escovação e ao passar o fio dental. Não desista! É muito importante a higiene para sua recuperação. A gengiva saudável não sangra e não se apresenta sensível quando escovada intensamente junto ao dente e nem com o uso do fio dental.   

Se persistir a inflamação gengival, mesmo você realizando diariamente uma boa higiene bucal, procure um dentista para uma avaliação e diagnóstico. Eventualmente um problema sistêmico ou local não infeccioso pode ser a causa de uma inflamação gengival.

Se necessário, o dentista o medicará e atuará para reversão da inflamação.

Seu dentista, seu aliado.

Informe seu dentista da presença de aspereza, porosidade, na superfície dos dentes ou restaurações, frestas, excesso ou falta de material restaurador, principalmente entre os dentes e junto à gengiva, pois estas alterações dificultam a higiene, favorecem a presença da placa bacteriana e inflamação gengival, periodontite, cárie, mau hálito e com o tempo perda dentária.

Compareça regularmente às consultas de prevenção para que o seu dentista possa remover o tártaro, polir seus dentes, realizar avaliações e aconselhamentos pertinentes à sua condição e necessidades.

Quem não conhece não reconhece. Quem tem informações toma as melhores decisões e as melhores condutas. Quem não muda sua conduta continua a colher os mesmos resultados! Cuide de sua saúde bucal!

Deixe um comentário
Foto

Repita os caracteres a seguir no campo de texto abaixo:
Comentários
Mais Lidos
11 alimentos que reduzem o colesterol - Harvard Medical School
Recentemente cardiologistas brasileiros estabeleceram valores mais rígidos de colesterol ruim. Conhe...

Substituição da Válvula Mitral e Aórtica - Dr. Jose Armando Mangione
A cirurgia para a substituição da válvula aórtica é um procedimento que vem ganhando cada vez mais e...

O PSA após a cirurgia ou a Radioterapia - Dr. Fernando Maluf
Você sabe qual é o valor do PSA que indica a volta do tumor após a cirurgia? Será que o PSA associad...

Corte no dedo: O que fazer? - Prof. Dr. Alvaro Cho
O corte no dedo é um dos principais acidentes domésticos do dia-a-dia. Os cortes ocorrem nas mais va...


Relacionados
Sorrir faz bem para sua saúde física e mental! - Dra. Débora Ayala Walverde
Sabia que o simples ato de sorrir pode trazer inúmeros benefícios para sua saúde física e mental? Co...

Dentes saudáveis significa gengiva saudável? - Dra. Daniela Teixeira
Dente íntegro, sem cárie ou até mesmo sem restauração é ótimo, mas não significa obrigatoriamente sa...

10 Dicas para cuidar da sua gengiva - Dr. Cláudio Pinho
Muito se fala sobre o cuidado com os dentes... Mas você sabe como cuidar da sua gengiva? Confira aqu...

Os 3 problemas mais comuns da gengiva - Dr. Marcelo Jacob
Você sabia que as doenças gengivais e periodontais são as mais comuns do mundo? Saiba quais são os 3...